Buscar

Como reduzir gastos operacionais de serviços urbanos no seu município

Um fluxo de caixa controlado nem sempre é suficiente quando se encara uma crise. As oscilações no mercado econômico do país e os diversos fatores atrelados, desde mudanças políticas até hábitos de higiene ou consumo, devem ser considerados nos negócios dentro de um planejamento bem estruturado, estando preparado para eventualidades, sejam quais forem as causas dos ocorridos.


Para manter a empresa ativa no mercado, uma boa solução é a redução de custos operacionais e administrativos. Além de um bom controle de gastos atualizado, outras ações podem ser projetadas para entender o que pode ou não ser diminuído do orçamento, visando conservar o equilíbrio financeiro do seu negócio em meio às incertezas de um colapso.

Confira a seguir 6 recomendações para minimizar desgastes nas fases mais difíceis da sua jornada de gestão!


1. Compreenda os custos envolvidos

É bastante comum cometer o erro de reduzir custos sem planejamento, eliminando gastos importantes que, por sua vez, são garantia da qualidade do produto ou serviço ofertado. Neste sentido, é essencial que, primeiramente, sejam listados todos os custos e, então, avaliados, certificando o que é realmente necessário, o que pode ser substituído e o que, por fim, pode ser cortado. Detalhar as despesas permite encontrar alternativas mais baratas para obter o equilíbrio financeiro desejável.


2. Envolva os seus fornecedores

Fornecedores são parceiros do seu negócio e não só podem como devem ser envolvidos no seu planejamento financeiro. Negocie preços e condições de pagamento com o seu fornecedor de maneira a estreitar as relações, uma vez que ele também possa estar em situação de risco. Essa recomendação é muito valiosa!


3. Analise os seus processos

Conheça os seus processos detalhadamente e busque por novos parceiros que possam substituir determinadas atividades com melhor custo-benefício sem abrir mão da qualidade. Desta forma, é possível economizar com a redução dos impostos pagos, além de colaborar com a expansão de atuação dos seus fornecedores.


4. Engaje os colaboradores

Envolver os colaboradores nas questões da empresa permite entendimento mais profundo dos gargalos e desperdícios ocorridos durante as jornadas de trabalho. Esta aproximação com os funcionários pode manifestar as melhores soluções para os problemas da empresa, criando um maior senso de responsabilidade e comprometimento.


5. Avalie a estrutura física

Uma análise de mudança de local também pode ser uma boa opção para reduzir custos. Tendo avaliado os fatores que a mudança pode trazer - não somente financeiros, mas todos os impactos para o negócio -, é possível obter vantagens logísticas e tributárias, além de economizar com o custo mensal de aluguel.


6. Invista em tecnologia

Adotar um software e inserir tecnologia no seu dia a dia é fundamental para manter o controle das finanças e demais atividades referentes à gestão do seu negócio. O uso da tecnologia permitirá mais agilidade e confiabilidade, de forma a identificar gargalos e oportunidades de maneira rápida e tomar melhores providências diante das infinitas adversidades do dia a dia operacional.


Muita coisa pode ser feita! E você pode contar com a Co.Urban para te ajudar. Converse com a gente e veja como. #somoscourban


3 visualizações0 comentário